O que é melhor para aumentar o gasto calórico: correr ou pedalar?

O que é melhor para aumentar o gasto calórico: correr ou pedalar?
Tanto a corrida como o ciclismo são excelentes formas de exercício, ambas são atividades aeróbicas e rítmicas que envolvem grande massa muscular, isto é sabido, mas há diferenças!
Em geral, correr queima mais calorias por minuto do que andar de bicicleta, embora fazer ciclismo vigorosamente pode gastar energia na mesma proporção. De acordo com cálculos gerais do American College of Sports Medicine, alguém que consegue correr numa velocidade média de 12 a 13 km/h queimara cerca de 1.000 calorias por hora. Se essa mesma pessoa pedalar em uma velocidade constante de 17km/h queimará cerca de 850 calorias, ou seja, 15% menos. Enquanto isso, se estiver caminhando de forma efetiva, deverá alcançar 6km/h e gastará cerca de 360 calorias, aproximadamente 60% menos que correr em velocidade mediana. 
A boa notícia é que tanto corrida como ciclismo vigoroso, além de aumentar o gasto calórico propriamente dito, também podem contribuir para a sonhada redução do peso diminuindo o apetite, pelo menos temporariamente. Em estudo publicado recentemente pela Appl Physiol Nutr Metab (Janeiro, 2013) houve redução das concentrações plasmáticas de acilados de grelina, hormônio conhecido por estimular a fome, em indivíduos que se exercitaram com frequência cardíaca correspondente a 70% do consumo máximo de oxigênio, demonstrando haver tendência de redução da fome com este nível de exercício.
Mas correr tem um lado negativo que é a ocorrência de lesões com maior frequência. Pedalar é mais suave, não impacta nas articulações como o corrida. Caminhar também pode resultar em lesões, dependendo da postura, do calçado utilizado e o local escolhido para fazer o exercício. Caminhar em lombas pode forçar mais as articulações do quadril, por exemplo. 
Qualquer uma dessas atividades, no entanto, irá melhorar a sua condição aeróbica, e quanto maior a capacidade aeróbica menor é o risco de desenvolver doenças crônicas. Estudos apontam que em indivíduos acima do peso com boa condição aeróbica são mais longevos que os magros sedentários, portanto, esta é melhor meta.
Fonte: Gretchen Reynolds; August 29, 2013, HealthScience, NYT.

Gostou? Então compartilhe:

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

Exercício e Risco Cardiovascular em Pacientes com Hipertensão

Exercício e Risco Cardiovascular em Pacientes com Hipertensão

As evidências sobre os benefícios do exercício regular são irrefutáveis e, aumentar a atividade física deve ser um grande objetivo em todos os ní...

Leia mais
Dose de corrida e mortalidade no longo prazo

Dose de corrida e mortalidade no longo prazo

Pessoas que são fisicamente ativas têm pelo menos um risco 30% menor de morte em comparação com aqueles que estão inativos. No entanto, a dose idea...

Leia mais
Para sair do sedentarismo

Para sair do sedentarismo

Apenas três em cada 10 americanos adultos são ativos o suficiente para se manter saudável e em forma, e quase quatro em cada 10 admitem que são sede...

Leia mais