Treinamento físico para melhorar as funções cognitivas em adultos acima de 50 anos - Uma revisão sistemática com meta-analises

Treinamento físico para melhorar as funções cognitivas em adultos acima de 50 anos - Uma revisão sistemática com meta-analises
Hoje, mais de 35 milhões de pessoas vivem com demência, 54% dos quais vivem em países com rendimentos baixos ou médios. Os números dos afetados são duplicados a cada 20 anos.

Entre as pessoas mais velhas, a demência é a principal doença crônica contribuinte para deficiência e necessidade de cuidados.

A demência está afetando significativamente cada sistema de saúde no mundo, e grandes quantidades de recursos e dinheiro são gastos em cuidar de pessoas com demência. 

É necessário buscar formas de modificar esta trajetória.

O exercício físico é visto como uma intervenção promissora para prevenir ou atrasar o declínio cognitivo em indivíduos com 50 anos ou mais. Estudo publicado recentemente no British Journal of Sports Medicine, procurou embasar de forma efetiva esta questão.

A pesquisa vasculhou 12. 820 registros, dos quais 39 estudos foram incluídos na revisão sistemática. A análise de 36 estudos mostrou que o exercício físico melhorou a função cognitiva (0,29; IC 95%: 0,17 a 0,41; p <0,01).

Intervenções de exercício aeróbio, treinamento de resistência, treinamento multicomponente e tai chi, todos tiveram estimativas pontuais significativas. Quando a prescrição do exercício foi examinada, uma duração de 45-60 min por sessão e pelo menos intensidade moderada, foram associados com benefícios para a cognição. 

Os resultados da metanálise foram consistentes e independentes do domínio cognitivo testado ou do estado cognitivo dos participantes.

Conclusões: 

O exercício físico melhorou a função cognitiva em pessoas mais de 50 anos, independentemente do estado cognitivo dos participantes ao iniciar o estudo. 

Esta meta-análise fornece, aos clínicos, provas para recomendar que os pacientes façam exercícios aeróbicos e de resistência de pelo menos intensidade moderada em quantos dias da semana, conforme possível, de acordo com as diretrizes atuais do exercício para melhorar a função cognitiva.
Fonte: http://bjsm.bmj.com Joseph Michael Northey, Nicolas Cherbuin, Kate Louise Pumpa, Disa Jane Smee2, Ben Rattray. Abril 2017

Gostou? Então compartilhe:

Exames Relacionados

Veja os exames relacionados a esta matéria

Holter

Holter

Registro do eletrocardiograma por 24 horas consecutivas. A Cardiométodo possibilita agendamento rápido e agilidade no resultado

Veja mais

POSTAGENS RELACIONADAS

Veja mais novidades sobre este assunto

Sintomas de hipertensão ?

Sintomas de hipertensão ?

A maioria das pessoas com pressão arterial elevada não têm sinais ou sintomas, mesmo com medidas de pressão arterial alcançando níveis perigosamen...

Leia mais
O efeito da atividade física sobre o corpo humano, pode ter tão marcante que chega ao nível do DNA

O efeito da atividade física sobre o corpo humano, pode ter tão marcante que chega ao nível do DNA

A prática de exercícios físicos promove a saúde e reduz os riscos de diabetes e obesidade na maioria das pessoas. Porém, de que maneira, a nível c...

Leia mais
A doença cardíaca em mulheres pode ser diferente

A doença cardíaca em mulheres pode ser diferente

A doença cardíaca muito frequentemente é considerada um problema para os homens mas, é a causa mais comum de morte, tanto para mulheres como para os...

Leia mais